Melhore o sinal da sua rede Wi-Fi

Melhore o sinal da sua rede Wi-Fi

Por todo lugar que você vai, você pode encontrar as redes Wi-Fi, inclusive dentro de casa. Porém muitas vezes o sinal da rede fica fraco em alguns pontos da casa. Separamos algumas dicas para você melhorar a qualidade do sinal do seu roteador Wi-Fi.

Localização

A primeira coisa que você deve fazer e instalar seu roteador no ponto ideal. Posicione o roteador num lugar central da casa, para ampliar o alcance do sinal. O ideal é que não haja cozinhas ou banheiros entre o roteador e os outros cômodos, pois fluxo de água e objetos de metal interferem no sinal.

Antena

Vários modelos de roteador permitem a troca da antena, que pode ser substituída por antenas de maior potência, ou então antenas direcionais, que permitem que o sinal seja direcionado para um ponto específico da casa.

Reforço na Transmissão

Se nenhuma alternativa acima deu certo, o jeito é reforçar a transmissão com um repetidor ou um segundo roteador. Consulte os modelos para saber se eles permitem tal configuração.

Canal de Transmissão

Em locais que existem muitas redes sem fio, pode existir algum aparelho utilizando o mesmo canal que o seu, causando interferências entre as redes. Uma providência simples é alterar o canal de transmissão do roteador. Para descobrir os canais utilizados por seus vizinhos, basta utilizar o NetStumbler em seu notebook. A mudança de canal é feita nas configurações de rede sem fio do seu roteador. Normalmente existem mais de 10 opções.

PERIGO! Proteja seu dispositivo móvel

Com o crescente número de dispositivos móveis disponíveis por aí, os criminosos digitais estão mudando de alvo. Agora tablets e smartphones tem sido as grandes vítimas de vírus e malwares a fim de saquear esses portáteis.

Separamos algumas dicas importantes para manter seu aparelho mais seguro e livre dessas ameaças.

>> Não negligencie as ameaças móveis >>>>>

Embora os computadores sejam o alvo número um dos ciberpiratas, o número de ameças em dispositivos móveis vem crescendo cada vez mais. Além dos perigos que podem vir por alguns e-mails e sites, esses dispositivos ainda podem ser infectados pelo bluetooth ou aplicativos.

>> Só baixe APPs confiáveis >>>>>

Aplicativos é a principal porta de entrada para vírus em smartphones e tablets. Evite instalar aplicativos desconhecidos. Na dúvida, consulte antes na internet se ele é confiável.

>> Nunca desbloqueie seu aparelho >>>>>

Desbloquear um dispositivo móvel, como o iPhone, é o atalho para os problemas. Ao mesmo tempo que você permite rodar aplicativos não aprovados pela Apple, mesmo que seja acima de qualquer suspeita, como o Adobe Flash Player, o desbloqueio abre brechas para ataques.

>> Nenhum Sistema Operacional é totalmente seguro >>>>>

Embora o foco dos ciberpiratas sejam aparelhos com Android, os outros SOs não estão livres das ameaças. iOs, BlackBerry, Windows Phone, Symbiam, J2ME e outros também precisam de cuidados para evitar os perigos.

>> Usuários de Android, cuidado com as permissões >>>>>

Sempre olhe quais permissões o aplicativo pede. Isso é fundamental para aumentar a segurança. Por exemplo, um aplicativo de receitas culinárias não precisa saber sua localização ou sua lista de contatos.

>> Cuide da sua conta >>>>>

A grande diferença entre os computadores e os smartphones ou tablets é que os dispositivos móveis geralmente estão diretamente conectados a uma conta bancária, e os hackers sabem disso.

>> Proteja seu dinheiro >>>>>

Fique atento, invadir um celular é sinônimo de colocar em mãos informações valiosas ou gerar golpes para obter dinheiro. Mantenha seu aparelho sempre protegido por antimalwares e antiphishing, além da possibilidade de apagar os dados pessoais em caso de extravio. Evitar fazer transações bancária no aparelho também pode evitar muitos problemas.

Com informações da Info

Windows 8 Transformation Pack 3

O Windows 8 ainda nem foi lançado e já é inspiração para pessoas que procuram um novo visual para seu PC. O Windows 8 Transformation Pack 3 é uma excelente escolha, se você quer personalizar seu PC de forma rápida e fácil.

Ele lhe permite ter a interface Metro em seu Windows XP/Vista/7 de maneira descomplicada e prática.

Ative o aplicativo

Embora seja totalmente gratuito, é necessário obter uma chave de ativação para utilizar a aplicação. Esse código pode ser obtido no processo de instalação. Ao aparecer uma tela como a da imagem abaixo, clique em “Click to get your Free Unique Product Key” (Clique para pegar sua chave de produto única gratuita) e aguarde até que a página seja carregada em seu navegador-padrão. Agora, é só copiar o seu “Unique User ID” no campo exibido, gerar o código de ativação e prosseguir com a instalação.

Navegando pelo aplicativo

O Windows 8 Transformation Pack 3 possui uma interface bem fiel àquela exibida pelo recurso Metro, presente no Windows 8. Você só precisa do mouse para navegar entre as opções exibidas na tela da aplicação e, com um simples clique, é possível acessar as funcionalidades presentes na tela.

Alguns recursos do Windows 8 Transformation Pack 3 podem ter suas informações editadas. Para saber qual opção pode ser modificada, fique de olho no ponteiro do mouse. Se, ao passar sobre um item da tela, ele mudar para um cursor de texto, significa que você pode personalizar os dados daquele item.

O README

O Windows 8 Transformation Pack 3 possui um arquivo de ajuda bem detalhado e que traz diversos macetes para você tirar maior proveito das funcionalidades oferecidas pelo programa. Por isso, uma rápida lida no README, descompactado juntamente com o instalador do aplicativo, pode ajudar bastante na hora de tirar alguma dúvida a respeito das ferramentas.

Atalho para sites

Embora ofereça todas as principais funcionalidades da interface Metro do Windows 8, nem sempre os atalhos oferecidos pelo Windows 8 Transformation Pack 3 executam a ação esperada. Em várias situações, o aplicativo encaminha você para uma página na internet, a qual apresenta conteúdo semelhante ao que você tentou acessar.

Com informações do Baixaki


Gratuito
Tamanho: 11,40 MB 
Roda em: Windows XP, Vista, 7 

Download

Faça a bateria de seu smartphone durar mais

Algumas dicas para fazer a bateria de seu smartphone durar mais a cada carga e ter uma vida mais longa.

Dica 1 / Temperatura

Sim, a temperatura influencia na vida útil da bateria. Então é bom evitar deixar o aparelho no sol, ou em locais onde a temperatura pode subir demais, como no bolso da calça ou dentro do carro fechado. Alguns fabricantes recomendam de 0 a 35º C. Como a maioria das baterias são feitas com a mesma tecnologia, vários aparelhos podem seguir este parâmetro.

Dica 2 / Conexão

Desligar o Bluetooth, Wi-Fi, GPS e 3G vai melhorar (e muito) o rendimento da sua bateria. Ligue estas opções somente quando for necessário. Os smartphones possuem opções para gerenciar o ligamento e desligamento destas funções, e existem também aplicativos que fazem isso de maneira simplificada.

Dica 3 Multitarefa

Processos em execução simultaneamente consomem processamento e, consequentemente, bateria. Eliminar esses processos vai economizar bastante bateria. No Android, o aplicativo Advanced Task Killer faz o serviço muito bem. Já no iOS, basta pressionar o botão Home duas vezes e toque em algum aplicativo da lista que aparece durante alguns segundos. Depois basta clicar no botão X no canto de cada aplicativo em execução.

Dica 4 / Tela

Um dos componentes que mais consomem bateria é a tela do smartphone. Pequenos ajustes podem gerar grandes ganhos na duração da bateria. Em vários aparelhos, existe a opção de brilho automático, que usa a câmera ou sensor do smartphone para ajustar a iluminação da tela.

Dica 5 Ciclo de Bateria

Para aumentar a vida útil da sua bateria, é importante fazer um ciclo de bateria a cada mês. Basta carregar completamente a bateria do seu smartphone e, depois, use o aparelho até que ele desligue por falta de energia. Esta dica também serve para outros aparelhos que utilizem bateria, como notebooks e netbooks.

Com informações da Revista Dicas Info

SOPA causará blecautes na web. Wikipédia já parou.

Um dos assuntos mais comentados na web nos últimos dias é o SOPA, um projeto de lei que tramita no congresso norte-americano que vai causar uma censura na internet. Para entender melhor, assista o vídeo:

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=K3ORTCseHD8

O Wikipédia parou no dia 18/01 e vai ficar 24horas fora do ar.

Para ter notícias atualizadas do SOPA, clique aqui.

Aprenda a simular o efeito Tilt Shift no Photoshop

Para quem gosta de fotografar, ou utilizar ferramentas de edição de fotos, provavelmente já ouviu falar do efeito Tilt Shift. Vamos utilizar este efeito em uma foto de uma cidade, para fazer ela parecer uma maquete. Usaremos o Photoshop, mas também existem outras ferramentas (inclusive gratuitas) que também permitem a utilização deste efeito. Posso citar o Photoscape para Windows, o Leme Camera para iPhone e o Camera360 para Android, todos gratuitos.

Ângulo Certo

O primeiro passo, é conseguir uma foto no ângulo certo, que mostre a cena de cima para baixo (a mesma visão que nós temos de uma maquete). Imagens que mostre objetos de tamanhos bem diferentes, como carros e prédios, também ajudarão a chegar no resultado final.

Abra a foto da cidade do Photoshop.

Ajustando o Foco

Para simular o efeito Tilt Shift no Photoshop, é preciso selecionar uma área central que terá mais foco que as bordas.

Clique no botão Editar no Modo Máscara Rápida (Quick Mask Mode) ou tecle Q. Depois, selecione na barra de ferramentas Degradê (Gradient Tool) e ative o quarto item do menu superior, Degradê Refletido (Reflected Gradient).

Desenhe uma linha vertical reta, que começará na área com mais foco e terminará na área com menos foco. Após criar essa linha, aparecerá uma mancha vermelha na imagem. Para transformá-la numa seleção, clique novamente no ícone Modo Máscara Rápida. As áreas que receberão o efeito aparecerão de forma destacada.

Definidas as áreas que receberão os efeitos, é hora de destacar o centro da imagem e borrar as bordas. Isso desfoca os elementos mais ao fundo e faz com que eles fiquem mais parecidos com miniaturas. Clique em Filtro > Desfoque > Desfoque de Lente (Filter > Blur > Lens Blur). O resultado desse passo é o mais importante do efeito Tilt Shift. Se você perceber que a imagem não ficou legal, vale a pena voltar atrás e fazer uma nova seleção, é um processo de tentativa e erro.

Ajustes Finais

Para reforçar a sensação de miniaturização, vamos ajustar as cores da foto. Para obter o efeito, selecione a imagem toda (Ctrl + A) e mude a saturação da cor clicando em Imagem > Ajustes > Matriz/Saturação (Image > Adjustments > Hue/Saturation). Coloque 40 no item Matriz (Master).

Para reforçar a nova configuração de cores, vá até ao ajuste de curvas (Ctrl + M) e faça um desenho parecido com o feito abaixo. Esse passo irá calibrar a incidência de luz sobre a imagem.

Depois deste passo já temos o resultado final deste efeito:

Com informações da Dicas Info

Edite seus vídeos diretamente no YouTube

No ano passado o YouTube passou a oferecer ferramentas de edição online de vídeos. Isso mesmo, você já pode editar seus vídeos pelo próprio navegador. Embora seja bastante simples, é possível cortar os vídeos e fazer vários ajustes como cor, contraste, saturação e estabilização da imagem. A ferramenta também permite aplicar alguns efeitos visuais simples e alterar o áudio original. O melhor de tudo isso, é que você não precisa pagar nada para utilizar este serviço.

Ajustes Básicos

Para editar seus vídeos no YouTube, é necessário fazer login e enviar algum vídeo. Depois de ter algum conteúdo publicado, clique em Gerenciador de Vídeos. Será exibida uma lista com os vídeos que você enviou, e ao lado de cada vídeo terá a opção Editar Vídeo, se for o novo gerenciador, clique no drop down ao lado de editar e clique em Melhorias. Clicando neste botão, você terá acesso as ferramentas com opções para cortar cenas, girar o vídeo e usar um filtro que reduz as tremidas da câmera durante a filmagem. Você também tem as opções para correção de iluminação e cor e controles para luz de preenchimento, contraste, saturação e temperatura da cor.

Voltar ao Original

Se você fez diversas edições no vídeo e não gostou do resultado final, não tem problema. Clique no botão Voltar Para o Original para eliminar todas as alterações. Se você clicar em Salvar, a cópia editada substitui a original. Mas é possível também salvar o vídeo modificado com outro nome usando o botão Salvar Como.

Trilha Sonora sem Upload

Na aba Áudio você encontra uma lista de músicas que poderão ser incorporadas ao seu vídeo como trilhas sonoras. A escolha de um fundo musical poderá ou não eliminar o áudio original. Você pode encontrar o equilíbrio desejado no controle deslizante que aparece abaixo da lista de músicas. Caso não goste da mudança, basta clicar em Reverter para o áudio original.

Efeitos

No editor do YouTube é possível usar alguns efeitos básicos de pós-produção, deixando um filme em preto e branco, por exemplo. Você pode selecionar o efeito e ver o resultado. São 17 opções diferentes.

Legendas

Para adicionar legendas ao filme que você publicou, abra um deles e acesse a guia Legendas. Na tela que aparece, é preciso indicar um arquivo com o texto que aparecerá no vídeo e depois apontar um idioma da lista que é exibida. Para criar esse documento, abra o Bloco de Notas do Windows e informe a ordem, o momento da aparição e o momento em que o texto some, depois a frase e tecle Enter duas vezes. Funciona assim:

1. 00:00:11,00 --> 00:00:12,00 / Primeira legenda 2.

Links no Vídeo

Além das legendas, é possível colocar links e balões de diálogo no vídeo. A opção está disponível na aba Anotações, que é exibida quando um vídeo publicado por você é aberto. Na tela que surge, basta povoar a linha do tempo com elementos como títulos, observações, balões e links. Uma prévia é exibida antes da publicação.

Com informações da Dicas Info